CALL...MA

11/02/2019


Como é que a gente consegue entender tantas siglas? Por exemplo, você sabe o que é Byod?

Não dá nem pra chamar de tendência, já é uma realidade, mas é o processo onde o profissional leva seu próprio device para trabalhar.

Isso fica claro com notebooks, mas é claro, que uma das facetas mais visíveis são os próprios celulares e tablets, que na maioria das vezes desconhecem os limites entre uso profissional e pessoal. Byod é a sigla em inglês para "Traga seu próprio dispositivo" (Bring Your Own Device).

Byod faz parte de um fenômeno maior, que vai de encontro a um movimento disruptivo do mercado que envolve um repensamento do formato e da formalidade dele por meio do trabalho remoto ou home office, os projetos colaborativos, a contratação de equipes externas por job e um pensamento mais aberto de que podemos ter projetos incríveis a partir da união das pessoas certas e nos trabalhos certos, sem que necessariamente eles trabalhem na mesa ao lado todos os dias.

E é aqui que vai a questão: isso significa aceitar que estas pessoas não estão mais ali ao seu lado, acessíveis a todo instante e sempre prontas para mais uma dúvida, um checking, um double checking, um triple checking, aquele "alinhamento" de última hora ou a mais famigerada das situações: uma reunião!

É certeza de que 100% dos profissionais que hoje adotaram o formato de trabalho remoto (em números que crescem a cada dia), digam que trabalham de seus home offices ou de um coworking com mais tranquilidade, com mais qualidade de vida, com a mesma (ou maior) qualidade de entrega e que tudo isso acaba sendo mais produtivo porque uma das coisas que eles diminuiram drasticamente nas suas vidas foram as reuniões.

"E a cada reunião, um urso polar desaparece da face da Terra."

Algumas são realmente necessárias, mas uma boa parte se resume a horas preciosas perdidas em meio a discussões que nem sempre chegam onde se precisa chegar, onde convivemos com necessidades pessoais, egos que precisam se fazer presentes, discursos inflamados, ar blazé, ideias boas (outras nem tanto) e na maioria das vezes uma grande show de inseguranças (nas pessoas, nos processos, nas ideias, na entrega e até em si mesmos).

E esta epidemia de reuniões acaba fazendo parte dos famosos "ladrões de tempo", que juntamente com as redes sociais e a procrastinação reduzem a produtividade drasticamente e o resultado disso está nas janelas das empresas tarde da noite: luz acesa e a certeza de gente trabalhando.

Quando uma empresa opta por um formato envolvendo equipe externa e um processo colaborativo ou de cocriação, eles precisam antes de mais nada desconstruir dentro de si mesma a necessidade de se manter certas rotinas e processos que só acontecem quando o time é interno. Entre elas: a própria reunião.

Esse assunto não faria muito sentido dentro do mundo remoto, se a reunião não estivesse sendo sistematicamente defendida e mantida também neste novo formato a partir das web conferences, calls, chat meeting, reuniões remotas e afins.

Hangout, Webex, TreinaTom, GoToMeeting, Facetime e Skype, entre outros, são usados para este fim e em muitas vezes de forma abusiva: todos os dias, várias vezes, em alguns momentos sem uma razão clara aparente, envolvendo pessoas que claramente não ficam confortáveis com o processo, e muitas vezes tacitamente exigindo uma disponibilidade imediata, como se realmente este time montado ainda estivesse dentro da empresa.

É como se pairasse no ar uma desconfiança de que se o time não está sob o olhar e a presença física, ele não funciona igual, e as calls tentam compensar e deixar todo mundo fora do mundo da inquietação, receito, ansiedade e insegurança.

Vamos entender que profissionalismo é uma exigência correta das relações e se paira no feeling da empresa uma suspeita de não entrega, chame outro parceiro, mas vamos entender que as empresas/profissionais que estão no mundo colaborativo, home office ou remoto estão envolvidos em muitos projetos/clientes ao mesmo tempo, que lhe darão o seu melhor tempo e atenção, que ao aceitarem seu projeto fornecerão um grau alto de disponibilidade e prioridade, mas aceitem que ele não está mais na mesa ao lado, disponível para um alinhamento inesperado e que isto nem sempre acontecerá no seu timing e para a sua necessidade.

Sim, o mundo mudou, e aqui vai uma provocação para buscar mais confiança no processo, já que um acompanhamento remoto onipresente não faz sentido para quem já está trabalhando de forma aberta. Se você já se decidiu por um mundo ON, então: open your mind e CALL...MA!

Ah, e como prometido na última coluna, segue hoje a segunda e última parte do Shag - Siglas, Hashtags, Abreviaturas e Gírias, trazendo hoje as siglas, abreviaturas e hashtags (#) que são incorporados do mundo dos negócios, games, redes sociais e etc.

AC - (Facebook) - Usado quando alguém quer acompanhar os comentários e receber atualizações de um determinado post.. "A Martinha comentou "ac" no facebook num post sobre drogas.. será que..."

AFK (Away From Keyboard) - Mostra que a pessoa está longe do teclado, mesmo on-line. 

Asap (As soon as possible) - Assim que der. Assim que possível.

BAE (Before Anyone Else) - Antes de alguém. Dependendo do contexto, também pode significar amor ou mozão.

BBB - Cuidado, BBB não significa apenas o programa Big Brother Brasil, pode também ter uma conotação sexual e significa Big Black Boy.

BRB (Be Right Back) - O popular "Já volto" ou "Volto Já. 

BF (Boyfriend ou Best Friend) - Namorado ou melhor amigo. 

BFF - É uma declaração de amor entre amigos, melhores amigos para sempre. Em inglês, “best friends forever”.

B4 (Before). Significa antes, mas para os preguiçosos ou apressados, b4, pois before e four (4) tem o mesmo som. 

BQC - Bom que chama. "Quando algum amigo vai em algum lugar e não te chama, ou posta foto de alguma comida e não te chama.

BTW (By The Way) - A propósito. 

Byod (Bring Your Own Device) - Processo de trabalho onde você leva seu próprio computador ou device para trabalhar.

Byob (Bring Your Own Bombs/Booze) - Traga sua própria bebida. Ou bomba, no caso da famosa música do System Of A Down. 

CUS (See You Soon) - Te vejo em breve!

#DIY (Do It Yourself) - Faça Você Mesmo. É bem comum em postagens no Facebook ou em vídeos no Youtube sobre produtos que você pode fazer sozinho ao invés de comprar. 

FAQ (Frequently Asked Questions) - Trata-se de uma seção da página de alguma empresa sobre dúvidas frequentes. 

FB - Facebook - Se você estiver no Twitter, também vai ver referências à “outra rede”. Pode indicar um comando para que o post seja publicado também no Facebook.

#F4F (follow for follow) - Hashtag popular nas redes sociais. Me segue que eu te sigo. 

FF - Sugestões de perfis a serem seguidos por seus amigos, postadas às sextas-feiras. Vem do inglês “follow friday”. Anda meio fora de moda.

FIY (For Your Information) - Para sua informação. 

#FBF (Flashback Friday) ou sexta-feira do flashback - Também para fotos antigas.

GG WP - Usado em jogos on-line como um elogio para o seu adversário. gg wp significa : "good game well played" . "bom jogo, bem jogado". Uma forma de dizer que vc assume a perda e que a o outro player mandou bem. "gg wp. vamo marcar de jogar amanhã uma revanchezinha essa hora mais ou menos...

GLR - Galera.

GNT - Gente.

HS - Quando uma pessoa da um tiro na cabeça em pessoa em jogos de tiros. "Dei um HS e matei dois".

ICQ (I Seek You) (Eu Procuro Você) - Como no programa de bate-papo. 

IDC - I don’t care - Eu não ligo, tô nem aí. 

IDK (I Don't Know) - Eu não sei. Eu não conheço. 

IMO (In My Opinion) - Na minha opinião. 

JK = just kidding - É só uma brincadeira!

K (OK) - Abreviação de "OK", como se precisasse. 

#Latergram ou #Latergram - Post “atrasado” de algo que aconteceu recentemente mas a pessoa não pode postar na hora

LMAO (Laughing My Ass Off) - Rindo até cair no chão. 

LOL (Laughing Out Loud) - Uma das mais populares. Significa dizer que está rindo alto, gargalhando. 

LOL - No mundo dos gamers, também pode ser o jogo “League of Legends”.

MSM - Mesmo.

#NOFILTER - Sem filtro, a foto não foi editada

OMG (Oh My God!) - O popular "Ai meu Deus" 

PFV - Por favor.

PLS - Por favor. Do inglês “please”.

PVT - Uma mensagem PVT é uma mensagem privada, particular. Não é para sair espalhando pela rede. Tem gente que fala “inbox” ou “dm”. Em inglês, “private”.

#OOTD - Sigla para “Outfit Of The Day", inglês para look do dia.

#OOTN - Sigla para “Outfit Of The Night", inglês para look da noite.

NSFW - Do inglês “not safe for work”. Indica que um link não é adequado para ser visto no trabalho, normalmente relacionado a pornografia.

NP (no problem) - Sem problemas, magina, que isso!

PJL - Abreviação de Paz, Justiça e Liberdade.

PPL (People) - Pessoas.

#PSOOTD - Sigla para “Plus Size Outfit Of The Day", inglês para look plus size do dia.

#PSBLOGGER - Blogueira plus size.

#PSFASHION - Moda plus size.

#REGRAM - Sinalizando que é uma re-postagem de uma foto de alguém.

RIP (Rest In Peace) - Descanse em paz. Muito usado quando algum famoso morre. 

#SDV - Segue de volta

#SFS - Hashtag do Instagram que quer dizer : "Shoutout for Shoutout". É quando uma pessoa do Insta aceita fazer troca de divulgação de Instagram. Você posta uma foto do Instagram dela e ela da sua...Assim os dois Instagrams recebem mais exposição e em consequencia seguidores.

SLC - Abreviação de “Sê é loco”, “Você é louco”. Usado geralmente pra espanto, surpresa ou negação.

SMS - short message service - Essa sigla é comum no Brasil, mesmo que os brasileiros não tenham o costume de enviar mensagens. Ao contrário dos americanos, que não usam WhatsApp, e vivem de SMS.

SQN - Esta é a tag da ironia, usada quando alguém publica alguma coisa da qual discorda. Já teve seus dias de glória, só que não.

#TGIF - Thank God It´s Friday (Graças a Deus é sexta-feira).

#TBT - Significa #throwbackthursday ou quinta da nostalgia e é a hashtag usada às quintas-feiras quando você posta alguma foto do passado e que remete a uma lembrança, sentimento de saudade. 

descrição da foto: "Eu em Las Vegas ano passado! #tbt #throwbackthursday"

TD - Tudo.

TKS - Obrigado. Vem de “thanks”, grafia informal para “thank you”.

TNX ou THX ou 10x (Thanks) - Obrigado. 

WCW - Mais uma hashtag para uso específico em um dia da semana. Às quartas, homens postam fotos de mulheres com quem gostariam de ficar. No inglês, “women crush wednesday”.

WPP, WHATS - Abreviação de WhatsApp, “passa whats” ou “passa wpp”.

WTF - Sigla de "What a fuck" que significa "Que merda é essa" ou "Que porra é essa" traduzido para o português. Normalmente falamos isso quando não queremos usar a frase "Que merda é essa" para poupar as pessoas que estão próximas de ouvir isso. A: "Tá ligado que semana retrasada eu vou pra oficina" - B: "WTF??????"

Y’ALL - Geralmente usada na Austrália para pluralizar o pronome pessoal “vocês” no inglês, isto é, no inglês não temos distinção de “you” para “você” ou “you” para vocês, portanto inseri-se a partícula “all” antecedida de apóstrofo para indicar o pronome de tratamento “vocês” no inglês! "Thank y’all!" - "I love y'all!" - "when y’all come back to home, we’ll go to the party, right?"

YUP - Yeah ou Yup - Sim de uma maneira informal.

(As hashtag/siglas estão marcados em caixa alta para dar destaque, mas normalmente são escritas em caixa baixa nas redes sociais).

Confira a live completa sobre este artigo em nosso facebook. Se não estiver visualizando, clique aqui.
 

 

TAGs: artigo dil-mota live-marketing