Canadense vence o campeonato mundial de LoL x1

02/12/2019


Tristan Cote-Lalumiere se destacou entre finalistas de outros 27 países e conquistou o título internacional do Red Bull Player One.

O Brasil recebeu, no final de semana, a sexta e maior edição da história do Red Bull Player One, campeonato mundial de League of Legends para amadores no formato x1.

O melhor do marketing esportivo está aqui.

Leia também: Red Bull e Riot ampliam parceria com lata inédita no mundo.

No estúdio da Riot Games, em São Paulo (SP), jogadores de 28 países se enfrentaram em busca do título, e, na disputa final, o canadense Tristan "Jumong" Cote-Lalumiere consagrou-se campeão ao vencer por 4 x 1 o português Jorge "znd1" Silva em uma MD7 (melhor de sete jogos).

Na decisão global, finalistas de Albânia, Argentina, Bélgica, Bósnia, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Dinamarca, República Dominicana, França, Geórgia, Alemanha, Grécia, Irlanda, Japão, Kosovo, Ilhas Maurício, México, Peru, Portugal, Sérvia, Eslovênia, Espanha, Suécia, Suíça, Turquia e Reino Unido se enfrentaram durante dois dias de evento.

Ao longo da trajetória no Red Bull Player One, canadense perdeu apenas uma partida (Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool).

Nas fases eliminatórias, até as quartas-de-final, eles encararam partidas mata-mata, no formato melhor de um. No domingo (1º), as semifinais aconteceram no formato melhor de cinco, e, a grande final, no melhor de sete.

A decisão entre o canadense e o português foi emocionante, com Jumong vencendo as três primeiras partidas (duas por first blood e uma por minions). Logo em seguida, Znd1 - que derrotou o então campeão do torneio, o sueco "Ziviz", nas semifinais - se recuperou e venceu a quarta partida por first blood. Mas, sem deixar o adversário crescer no evento, o norte-americano revidou e conquistou a vitória e o título da competição.

"Estou muito feliz. Antes de chegar aqui, me preparei bastante. Ontem, assisti a alguns jogos dos meus oponentes para melhorar minha estratégia. O português jogou muito bem, mas usei uma pool com cinco campeões que me ajudou a conquistar o título.", afirmou Jumong que, além do troféu, vai ganhar uma viagem para assistir ao All-Stars no ano que vem.

Quem representou o Brasil foi o paulista Lucas "Gregio" Vernier, que já havia vencido o torneio mundial em 2017 e é bicampeão brasileiro do Red Bull Player One.

Neste ano, ele acabou sendo eliminado por ?or?e "Soge" Blagojevi?, da Bósnia, ainda na primeira etapa. Antes de chegar à final global no final de semana, Gregio passou uma semana treinando com pro-players da Team One, em São Paulo.

"O nível do campeonato estava alto. Fui pego de surpresa na estreia, por isso, não consegui ir mais longe. Mas o canadense foi merecedor. Agora, o foco é virar pro-player e treinar para alcançar meu objetivo.", disse o brasileiro.

Esta foi a sexta edição do Red Bull Player One, que contou com o patrocínio oficial de Dell Gaming e Intel. O evento ainda contou com as presenças dos casters do CBLoL, de Felipe 'YoDa' Noronha e Flávio 'Jukes' Fernandes.

TAGs: e-sports marketing-esportivo red-bull red-bull-play-one são-paulo