Canal
Geral

Pesquisa revela que marcas ganham posicionamento frente à pandemia

Por: Redação. 13 de Abril de 2020

O Instituto de Pesquisa & Data Analiytics Croma Insights entrevistou 3978 pessoas divididas em quatro ondas no período de 15 de fevereiro a 03 de abril de 2020, analisando o comportamento do brasileiro na pandemia Covid-19

A metodologia usada foi painel on-line Toluna aplicada em todo o Brasil e analisada pelo Grupo Croma durante os períodos: 

Onda 1 - Segunda quinzena de fevereiro - com 1013 representantes.
Onda 2 - Primeira quinzena de março - com 995 representantes. 
Onda 3 - Segunda quinzena de março - com 965 representantes. 
Onda 4 - de 27 de março a 03 de abril de 2020 - com 1005 representantes. 

89% da população está preocupada ou muito preocupada com o Coronavírus, mantendo o mesmo percentual no começo da pesquisa. 63% acreditam que a pandemia terá impacto muito negativo na economia, aumento de 29% comparado ao começo de março. O home office está sendo usado por mais da metade da população, que opta neste momento em colaborar com o isolamento social. 

As precauções com higiene são evidentes: 72% das pessoas estão higienizando tudo o que entra em suas casas. Ainda no ambiente doméstico, 38% dos entrevistados dispensaram as empregadas domésticas e assumiram as funções da casa, neste período. 32% dos entrevistados aumentaram o consumo de pedidos de comida delivery. 

Quando o assunto é proteção, 82% já compraram algum item para proteger a sua família ou a si próprio, contra 34% dos entrevistados no inicio da pandemia. 

Produtos de limpeza e de higiene pessoal são os destaques: 45% aumentaram a quantidade comprada de álcool em gel, 43% álcool, 42% sabonetes, 39% desinfetantes, 36% detergentes. 

A compra de alimentos passou a ter menos frequência e maior quantidade comprada para 42%, enquanto 51% passaram a comprar em mercados do bairro. 

Os prestadores de serviços tiveram uma crescente considerável nas últimas semanas: 74% passaram a usar mais streaming de vídeo (Netflix, Globoplay, Amazon), 48% o internet banking e 43% o streaming de áudio (Spotify, Deezer, etc). Em contrapartida, 40% estão usando menos aplicativos de transporte.

Diversas marcas têm sido reconhecidas positivamente pelo posicionamento frente à pandemia. Dentre as mais de 300 marcas citadas pelos consumidores, destacam-se AmBev (17%) e Ypê (11%) por produzir álcool em gel em suas fábricas para distribuir para hospitais e postos de saúde. 

 

 

 

Tags: Pesquisa | responsabilidade-social | vivo | ambev | o-boticário | santander | itaú | ifood | ypê | Coronavírus | Covid-19 | Carrefour