Canal
Digital

Os principais desafios da Microsoft para compra do TikTok

Por: Redação com informações do Informa BTL. 11 de Agosto de 2020

Um dos tópicos que manteve grande parte da imprensa entretida, senão inteiramente, é o da TikTok e da Microsoft.

Após acusações de ser uma ferramenta de espionagem, a aplicação viu-se obrigada a recorrer à venda de parte da empresa, especificamente parte do mercado dos Estados Unidos e outras regiões.

Confira as últimas novidades sobre digital e tecnologia aqui.

Leia também: TikTok bane deepfakes para evitar problemas com desinformação.

Entre as empresas que demonstraram interesse em comprar o aplicativo, que é um dos mais famosos no mercado, acima ainda da gigante criada por Mark Zuckerberg, o Facebook, está a Microsoft e o Twitter.

No entanto, as negociações foram estendidas, apesar de o presidente dos Estados Unidos já ter dado um ultimato à empresa proprietária da Tiktok, a ByteDance.

O TikTok pode ser banido dos Estados Unidos no dia 15 de setembro (Imagem: Getty Images).

Mas o assunto vem se espalhando, e, embora segundo alguns informes, as negociações estejam avançadas, elas acabam não sendo finalizadas.

Alguns desafios da marca

No mais puro estilo Watergate, um informante anônimo informou à imprensa que o acordo representaria uma conquista para as duas empresas, com a consequência de que a Microsoft Corp, tenha um forte participante no cenário das mídias sociais, e, ao mesmo tempo, aliviou uma crise para a empresa ByteDance.

As acusações contra o Tiktok são feitas em um contexto pós-Coronavírus, na sequência de acusações xenófobas dos Estados Unidos, enquanto o aplicativo representa séria competição com empresas de tecnologia americanas, como Facebook e Snapchat.

O Tiktok negou repetidamente que o aplicativo espia os milhões de usuários que usam a rede social. O mercado dos EUA é um dos mais importantes para a ByteDance.

Essas recriminações não só foram sofridas pelo Tiktok, mas parece que a iniciativa do governo Trump também apontou empresas, de origem chinesa, como Huawei e ZTE.

Twitter entra na jogada

Em mais um capítulo da novela “O que será do TikTok?”, outra empresa parece interessada em adquirir a plataforma: o Twitter.

De acordo com a Reuters, o Twitter teria conversado com a ByteDance sobre as negociações do braço americano do app.

A ByteDance tem 43 dias para realizar a venda, antes que a ordem do presidente Donald Trump seja acionada.

A decisão bane o uso do TikTok nos Estados Unidos a partir do dia 15 de setembro. O problema para o Twitter efetivar o negócio será realmente competir em dinheiro com a  Microsoft.

Embora o Twitter esteja sempre adquirindo novas empresas, e tenha uma capitalização de mercado de cerca de US$ 30 bilhões, o potencial em “pagar mais” pelo negócio é mesmo da Microsoft.

 

Tags: Aplicativo | Twitter | Facebook | microsoft | tiktok | Snapchat | rede social | venda do TikTok | compra do TikTok pela Microsoft | proibição do TikTok nos EUA