Canal
Conteúdo

Responsabilidade social das empresas vai muito além do trivial

Por: Zenaide Guerra 3 de Julho de 2020

Iniciativas das empresas sempre foram fundamentais para transformações socioeconômicas, e, neste momento de pandemia, são ainda mais importantes. 

Ações sociais e de apoio à população em uma fase de grande instabilidade nas esferas da saúde, economia e até emocional são extremamente necessárias. 

Responsabilidade social é imprescindível. O objetivo de ter melhores resultados financeiros não deve sobrepor ao de ter uma operação socialmente responsável. Aliás, o que se tem visto por pesquisas de opinião, é que um fator pode ser resultado de outro. 

Exemplo é uma pesquisa realizada pela agência de pesquisa norte-americana Union + Webster, que mostrou que 87% dos consumidores brasileiros preferem comprar de empresas sustentáveis. Um outro levantamento, feito pelo Instituto de Pesquisa & Data Analytics Croma Insights, mostrou que a maioria dos entrevistados tem lembrança de alguma marca atrelada a ação social nesses tempos de Covid-19

Vemos que, há alguns anos, esse comportamento das empresas vem crescendo, e, na fase de pandemia, essa necessidade é ainda mais latente. Precisamos repensar na forma que trabalhamos e que lidamos não só com os consumidores, mas também com os colaboradores e com toda a sociedade. 

As empresas estão sob rigorosos olhares e a forma que se comportarem durante esse período vai servir de parâmetro por um bom tempo. Ou para sempre! 

A responsabilidade social não se resume em fazer doações, seja de alimentos ou dinheiro, em épocas mais difíceis que o normal. Vai muito além disso. 

As empresas têm responsabilidades junto à sociedade na qual está inserida e precisam, sim, realizar esses tipos de ações, mas também têm o dever de cobrar ações efetivas do Poder Público e, principalmente, dar o exemplo. 

Se apropriar de um tema específico que seja especialista para levar informação à população é outro exemplo de responsabilidade social.

Transmitir a relevância da responsabilidade social aos colaboradores também deve fazer parte da rotina da companhia. Mostrar a importância, direcionar e incentivar para que também façam ações sociais é de grande estima. Uma das iniciativas que lidero é justamente com esse foco: os colaboradores que realizam uma doação financeira de qualquer valor ao nosso instituto - uma organização sem fins lucrativos com a missão de valorizar os conceitos de responsabilidade social - para arrecadar fundos para compra de cestas básicas que serão doadas para creches, lar de idosos e famílias carentes, doamos o mesmo valor, ou seja, dobramos a doação do nosso funcionário. 

Desta maneira, incentivamos que os nossos colaboradores se engajem em ações sociais e mostramos que o apoiamos nesta jornada. 

Nesta fase, vimos que não basta as empresas se destacarem em seus negócios, mas também em suas ações. O mercado, e, inclusive, a imprensa perceberam isso, no entanto que diversos meios estão dando espaço para noticiar as ações solidárias que as corporações estão realizando para ajudar o Brasil a passar por esta situação. 

Essa é mais uma efetiva e importante atitude para dar o exemplo e incentivar que a população com condição também o faça. 

Tags: Responsabilidade Social | artigo | marketing social | Zenaide Guerra