Geral

Nossa Senhora me dê a mão e cuida das crianças e professores


13 de Outubro de 2020

Ontem, foi Dia das Crianças e de Nossa Senhora Aparecida, quinta é Dia dos Professores. As comemorações desses dias, esse ano, são emblemáticas.

Para as crianças, ficam os maus exemplos de governantes que roubaram da saúde e ajudaram a tirar vidas de amigos, parentes e delas, em especial.

Não teve escola, embora essa seja uma coisa que elas não têm há muito tempo, presencial, portanto, faltou-lhes afeto, comida e abrigo. Abrigo que, em algumas cidades, não era respeitado por balas e marginais.

Faltaram professores, já faltavam em muitas escolas também, e seus abraços e carinhos, das lutas contra os desmandos.

Faltaram eventos na rua, parques, brinquedos e brincadeiras e abraços de avós e tios, isolados por vírus mortal e pela total indiferença de políticos, que nunca souberam brincar e que, portanto, não podem descer pro play.

Crianças deviam votar. São mais dignas, honestas e éticas que muitos adultos.

Para a Santa, faltou respeito cristão e sobraram pedidos de graças.

O medo da morte fez muito Católico Apostólico Romano Relaxado reclamar da falta de cultos, de casas de oração abertas, como se rezar ajoelhado ou gritar aleluias valessem mais que ações de ajuda a necessitados e gente que ficou sem trabalho.

Conheço muita gente que reza demais e faz de menos.

Nossa Senhora sempre está atenta e disposta a perdoar a quem respeitá-la com orações francas e trabalho nobre em prol do próximo.

Lembra do próximo?

Aquelas pessoas transparentes que estão fazendo falta a você nesses dias de isolamento, porque você não tem ninguém para criticar e acaba criticando personagens de matérias jornalísticas, como se você tivesse vivido o que as pessoas vivem ou viveram, ou tivesse moral para falar delas.

Ou então de personagens de filmes e novelas velhas, como se fossem totalmente reais.

Nem a realidade hoje é real.

Vivemos num mundo surreal.

As igrejas e templos, eventos religiosos que abriram, mas continuam vazios de almas puras a rezar pelo próximo.

E, nessa casso, para compensar, rezemos à Nossa Senhora:

...

Ó Virgem Santíssima, cheia de poder e bondade, lançai sobre nós um olhar favorável, para que sejamos socorridos em todas as necessidades.

Lembrai-vos, clementíssima Mãe Aparecida, que não se consta que de todos os que têm a vós recorrido, invocado vosso santíssimo nome e implorado vossa singular proteção, fosse por vós algum abandonado...

(Fragmento da Oração de Nossa senhora Aparecida).

Vale rezar com fé, também pelos professores.

Para eles, faltou tudo.

Do santo local de trabalho aos alunos.

Reajuste, nem pensar.

Só para o Judiciário e Legislativo.

Faltaram sorrisos, mas tinham máscaras para promessas da volta de quadros negros e de aulas para gerar a tal imunidade de rebanho.

É isso.

Humildemente, em meu nome, creio que do Promoview e de muitos articulistas, faço meu evento virtual como texto em homenagem às crianças, à Santa e aos santos professores.

Queremos as vossas presenças em nossas vidas, em nossos eventos, em nossas páginas.

Ao vivo. Para abraços, beijos, sorrisos e orações.

Nós vivemos de eventos e da fé de e em vocês.

 

 

 

 

 

Tags: artigo | Tony Coelho | Dia das Crianças | Dia dos Professores | Dia de Nossa Senhora Aparecida